Entenda mais sobre o parasita oxiúro

 

O Enterobius Vermicularis, também chamado de oxiúro, é mais freqüente em crianças em idade escolar de 5 a 10 anos. Um dos motivos é a fácil disseminação dos ovos, que ficam viáveis por até duas semanas em ambientes frescos ou úmidos.


O ser humano é o único hospedeiro natural desse parasita, e sua infecção ocorre em todos os países. 

 

O Enterobius Vermicularis vive no intestino dos humanos e o principal sintoma é o prúrido anal, particularmente durante a noite, atrapalhando o sono dos indivíduos acometidos. Isso ocorre porque é durante o período da noite que a fêmea do verme viaja até o ânus da pessoa infectada para depositar seus ovos.

 

Algumas pessoas se auto contaminam repetidamente e a carga de vermes pode ser alta. Assim, alguns sintomas típicos das parasitoses intestinais aparecem, tais como dor abdominal, dor para evacuar, náuseas e vômitos.


O verme pode migrar para locais além do ânus, como a região vaginal e nas mulheres pode haver vulvovaginite (inflamação da vulva e da vagina), coceira e corrimento.

 

A transmissão é por via fecal-oral, ou seja, através da transferência de ovos do ânus para a boca de alguém, seja diretamente com a mão ou por meio de roupas contaminadas, roupas de cama, alimentos, entre outros.


A melhor forma de prevenção é com uma higiene adequada para todos os membros da família, especialmente as crianças.

 

Os produtos vibracionais são exemplos de terapias que realizam a neutralização dos parasitas e auxiliam o corpo a manter o equilíbrio.

 

Solicite mais informações sobre os produtos Quantic Life: (51) 99235.2872 ou contato@quanticlife.far.br

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Artigos Recentes

July 18, 2019

March 28, 2019

Please reload

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 18h.

© 2020 Quantic Life Comercio e Manipulação de Essências Vibracionais  Ltda | Fotos dos produtos: Marisa Grahl Saucedo | Todos os direitos reservados.