A presença do arsênio na alimentação!

 

O arsênio é um metal encontrado na atmosfera, em solos, rochas, águas naturais e organismos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o arsênio, devido à sua toxicidade e à sua ocorrência, é hoje reconhecido como um dos mais perigosos poluentes e ameaça à água potável.

 

Normalmente ligado a outros elementos em compostos químicos, podem ser divididos em duas categorias:

Arsênio orgânico: principalmente encontrado em plantas e animais.

Arsênio inorgânico: encontrado em rochas e solo ou dissolvido em água. Considerada a forma mais tóxica.

 

O principal uso do arsênio é como conservante de couro e madeira; também pode ser utilizado como defensivo agrícola, porém é encontrado em alguns alimentos e bebidas, mas geralmente em pequenas quantidades. Mas em contraste, níveis relativamente mais altos são encontrados em:

 

> Água potável contaminada.

> Peixe, camarão, marisco e outros frutos do mar.

> Arroz e alimentos à base de arroz.

Como o arsênio ocorre naturalmente na água, solo e rochas, “o arroz” é capaz de acumular uma quantidade maior de arsênio do que outros alimentos, já que é cultivado em campos alagados que requerem grandes quantidades de água de irrigação, absorvendo mais arsênio da água e do solo do que outras culturas alimentares. Sendo assim, podemos dizer que é visto então, como a maior fonte de alimento de arsênio inorgânico, considerada a forma mais tóxica.

 

Níveis elevados de arsênico inorgânico já foram detectados em vários produtos à base de arroz, tais como:

 

> Leite de arroz

> Farelo de arroz

> Cereais à base de arroz

> Biscoitos de arroz

> Xarope de arroz integral

> Barras de cereais contendo arroz.

 

Mas precisamos nos preocupar com arsênio no arroz?
O INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde), da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), testou recentemente 193 amostras de arroz produzidos no Brasil e todas estavam abaixo do limite de arsênio permitido: 0,3 mg por quilo de alimento.

 

Os compostos solúveis de arsênio são bem absorvidos pelas vias respiratórias e pelo trato gastrintestinal. Os cabelos, as unhas e a pele podem conter níveis elevados de arsênio. A ingestão a longo prazo de arsênio inorgânico pode causar problemas de saúde, aumentando o risco de doenças crônicas, como:

 

> Vários tipos de câncer.

> Estreitamento ou bloqueio dos vasos sanguíneos (doença vascular).

> Pressão arterial elevada (hipertensão)

> Doença cardíaca.

> Diabetes tipo 2.

 

Como comprovado, o arsênio é tóxico para as células nervosas, capaz de afetar também a função cerebral.

Em artigos, encontramos referência de que a exposição ao arsênio em crianças e adolescentes tem sido associada a:

 

> Dificuldade de concentração, aprendizagem e memória.

> Inteligência e competência social reduzidas.

 

Como desintoxicar? Os produtos vibracionais são exemplos de terapias que realizam a neutralização dos metais tóxicos e auxiliam o corpo a desintoxicar.

 

Se você deseja saber mais sobre os produtos Quantic Life, solicite mais informações:

(51) 99235.2872 ou contato@quanticlife.far.br

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Artigos Recentes

July 18, 2019

March 28, 2019

Please reload

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 18h.

© 2020 Quantic Life Comercio e Manipulação de Essências Vibracionais  Ltda | Fotos dos produtos: Marisa Grahl Saucedo | Todos os direitos reservados.